Image Map

Imagine Harry Styles | Núpcias Entre Namorados (Pedido/Hot)

em | Nenhum comentário:


Pedido Por: Mari
Desculpem a demora, amore

Hoje, por mais que fosse uma data importante para mim, não pude escapar da faculdade por ter um trabalho importante para apresentar e mesmo que eu não tivesse nada para fazer, Harry teve uma reunião. Tudo propositalmente marcados para esse dia, ou não.
Bem, hoje completamos um ano de namoro e estar presa em um prédio enquanto grupos apresentam seus trabalhos não é o melhor programa, não sei nem se vou vê-lo hoje e isso é desanimador.
As horas se arrastaram até que estivesse na hora de ir para casa, arrastei meus pés pelo corredor ouvindo as piadas bobas das minhas amigas sobre a roupa da professora e nem ao menos notei quando eu já estava dentro do estacionamento recebendo beijos de despedidas de uma das minhas amigas, a outra me daria uma carona até em casa se eu não tivesse visto a melhor pessoa encostada em seu Range Rover. Sorri automaticamente dando um abraço rápido na minha amiga e corri até o outro lado do estacionamento sendo recebida por braços fortes que rodearam meu corpo o girando no ar enquanto deixava um beijo em meu rosto.
— Consegui fugi do trabalho.  ele sorriu com covinhas aparecendo em suas bochechas e distribuiu selinhos em meus lábios.
— Fico feliz com isso... Eu estava triste em pensar que não nos veríamos hoje.  fiz um biquinho o que resultou em Harry o mordendo.
— Temos o resto da noite só para nós dois.  ele deixou um rápido beijo em meu pescoço me guiando até a porta do carro a abrindo e esperou que eu entrasse  Mal posso esperar para para aproveitar.  sorriu animado fechando a porta dando a volta e se acomodando no banco ao meu lado.
— Você está bastante animado para quem trabalhou o dia inteiro.  rio baixo mantendo meus olhos focados em seu rosto e no sorriso estampado do mesmo.
— Eu amo essa data.
Harry deu partida no carro e durante o caminho conversamos sobre o nosso dia, eu o contei sobre o nervosismo que eu passei quando o professor começou a fazer perguntas ao meu grupo, por mais que eu soubesse tudo o que estava falando, ainda tinha a insegurança de errar ou esquecer e ele me contou sobre o quão produtiva foi a reunião que decidiu quais seriam os novos projetos sociais que a empresa apoiaria, ele adora ajudar as pessoas, mesmo que alguma delas sejam maldosas.
Eu sou dez anos mais nova que Harry e isso para nós dois não faz a mínima diferença, mas para algumas pessoas é quase o apocalipse. Harry me disse que já ouviu alguns colegas de trabalho comentando sobre o quão eu era esperta de garantir meu futuro com um cara mais velho e bem sucedido, o que é uma enorme mentira. Eu sempre fiz questão que Harry não gastasse comigo e a minha faculdade eu pago com o estágio que eu mesmo consegui depois que minhas economias já não eram suficiente.
Tudo para a sociedade tem que ser conforme os padrões, se a garota não casa virgem é uma vadia, se namora um cara mais velho é interesse e se casa ainda nova está gravida, tudo é motivo de falatório então não temos para onde correr. Deixem que falem, enquanto eles observam eu estou vivendo.
— Vamos, amor... Não me diga que quer que eu te leve no colo?!  Harry riu e só então percebi que ele me esperava descer ao meu lado.
— Me distrai, desculpe.  sai do carro contendo o riso.
— Está pensando na noite de núpcias que vamos ter?  ouvi a porta bater e logo os braços de Harry estavam sobre o meus ombros.
— Nós nem nos casamos.  eu ri encostamos a cabeça em seu peito enquanto andávamos para dentro de casa.
— Noite de núpcias entre namorados... Não pode?  ele perguntou divertido.
— Bem... Eu acho que não, sinto muito.  o olho com os lábios formando um bico quando estamos subindo as escadas.
— Eu pedi para prepararem uma surpresa, mas não se se você ficará surpresa...  disse assim que adentramos seu quarto.
— Eu estou curiosa, me diz o que é.  ele me virou de costas delicadamente e deslizou meu casaco por meus braços o tirando de meu corpo.
— Eu não vou dizer...  sussurrou próximo ao meu ouvido.
— Você é mau...  digo fechando os olhos sentindo seu abdômen colar em minhas costas enquanto seus dedos ágeis abrem os botões da minha calça logo a deslizando para baixo.
— Eu sei que você gosta...  ele diz beijando minha nuca puxando com cuidado minha blusa para cima a tirando de meu corpo assim que eu levantei meus braços.
— Eu gosto, gosto de tudo que você faz na verdade.  mordo meu lábio empinando a bunda levemente fazendo um leve roçar em sua calça.
— Me espere na banheira, amor... Eu já estarei de volta.
Recebo um tapa na bunda e assim que escuto os passos de Harry se distanciando caminho até o banheiro me surpreendendo com a quantidade de vela aromatizantes e a banheira cheia com espumas extremamente convidativa. Deslizo minha calcinha por minhas pernas tirando o sutiã logo em seguida e entro na banheira quase gemendo pela água gostosa na temperatura ideal.
— Eu sabia que você iria gostar.  olho para a porta podendo ver Harry encostado ao batente da mesma com um sorriso estampado no rosto e uma garrafa de champanhe em uma mão e duas taças na outra  A vista daqui está maravilhosa.
— Vem logo me fazer companhia.  levanto um pouco minha mão em forma de concha coberta pela espuma.
— Não seja apressada, baby...  ele ri enquanto caminha até mim, me estendendo uma taça. Eu a pego delicadamente  Temos a noite toda.   serve a taça em minha mão e a que está na sua me dando para segurar.
Harry coloca a garrafa de champanhe sobre o apoio ao lado da banheira, apaga a lâmpada do banheiro e começa a desabotoar sua camisa sem pressa alguma enquanto eu acompanho os movimentos de seus dedos com os olhos prendendo meu lábio inferior entre meus dentes. Não demora muito até que Harry esteja completamente despido e sentado a minha frente dentro da banheira, ele toma posse da sua taça e depois de um brinde bebemos todo o liquido.
— Vem aqui...  ele pega minha taça a colocando juntamente a sua ao lado da garrafa de champanhe  Me deixe aproveitar você.  sorri segurando minha cintura quando já me encontro em seu colo, sem nenhuma malicia... Ainda  Hoje definitivamente é o nosso dia...  ele sussurra deixando beijos em meu pescoço e eu apenas apoio minhas mãos em seus ombros fechando os olhos  Eu tomei a melhor decisão nesse dia há um ano... Te pedir em namoro.  deixa uma leve mordida.
— Eu também... Aceitar seu pedido.  sorrio sentindo suas mãos passearem por minhas coxas.
— Eu amo você, pequena.  abro meus olhos olhando na imensidão esverdeada.
— E eu amo você, grandão.
Nossos lábios moldados em grandes sorrisos se juntaram em um beijo calmo e sem pressa, o tempo não era importante enquanto eu sentia os dedos de Harry formarem círculos imaginários na pele de minha cintura e meus dedos se embrenharem em seus fios de cabelo, agora curtos. Tudo estava ao nosso favor, era nosso momento e ninguém estaria ali para julgar nossa idade.
O beijo foi quebrado pela falta de ar, nossas testas coladas, meus olhos fechados e o toque de Harry queimando sobre a minha pele. Senti seus beijos em meus ombros e me levantei um pouco segurando seu membro abaixo de mim posicionando-o em minha entrada, me sentei lentamente até ser preenchida por toda sua extensão deixando um gemido baixo sair por minha garganta, os beijos de Harry descerem para o meu seio enquanto eu começava a me movimentar lentamente sobre seu membro.
Nosso momento não poderia ser mais perfeito, sem nenhuma pressa, as mãos de Harry preencheram minhas nádegas ajudando no movimento de sobe e desce, sem apressá-lo, mantendo o ritmo lento. Assim foi até que ele gozasse mordendo meu ombro e em um gemido um pouco alto, com a cabeça jogada para trás, eu gozei logo em seguida.
Ficamos na banheiras durante mais alguns minutos trocando algumas carícias e beijos, até que decidimos minha cabeça no peito do meu namorado enquanto conversávamos sobre os planos para o aniversário de dois anos no próximo ano.
Pegamos no sono depois de decidimos fazer amor na sacada de seu apartamento.


Mais um pedido finalmente entregue :)

Visitem:



Imagine Liam Payne | A Cura Lésbica (Pedido/Parte 6 / Final)

em | Nenhum comentário:


Pedido Por: Jessica Moura

Não precisou de muito para que Liam achasse as duas pessoas que até alguns minutos ele confiava, nunca passou por sua cabeça que os dois poderiam fazer algo pelas suas costas o deixando completamente alheio de seus planos. Seguindo os cartazes - e arrancando todos - que faziam um caminho no corredor colocados um com certa distância do outro na parede, Liam pôde ver Derek e David ainda colando cartazes, agora perto dos banheiros.
Uma súbita raiva tomou conta de si e sem se controlar ele deu passos largos até Derek o empurrando e o acertando com um soco no rosto logo em seguida, ele continuaria socando o garoto se David não o empurrasse para longe.

Que isso, Payne? Está distribuindo socos grátis? — Derek perguntou sarcástico passando o polegar no canto de sua boca para ver se sangrava.

— Vocês são uns idiotas! Quem permitiu que vocês fotografassem aquela merda?! Isso não estava nos planos e se estivesse eu não concordaria com isso! — soltou em um tom alto enquanto passava sua mão sobre seu cabelo completamente enraivecido.

— Você está assim só por causa disso?! Isso não é nada, Liam. — David riu perverso — Se você quiser assistir, temos um vídeo em alta resolução.
— Cala a porra da sua boca! — Liam empurrou David.
— Calma ai, cara. Foi só uma brincadeirinha como toda a aposta em si, só queremos mostrar que para tudo há uma cura. As pessoas merecem saber. — Derek disse levantando os cartazes que ainda estavam em sua mão e Liam tomou todos os amassando.
— As únicas pessoas que precisam de uma cura são vocês, vocês são doentes e sujos.
— Diz o cara que aceitou transar por uma aposta. — Derek e David riram.
— Eu não sou nenhum santo e eu errei, mas o que vocês fizeram foi demais... Aliás, como vocês entraram na minha casa?
— Temos a chave, Liam... Você mesmo nos deu. — David tirou a chave no bolso a balançando em frente ao rosto de Liam que logo a tomou de sua mão.
— Vocês não deveriam ter essa droga ainda, não foi para isso que eu dei ela para vocês... Eu quero que vocês vão para o inferno, devem estar felizes por terem estragado tudo. — Liam se virou caminhando para longe dos dois e pôde ouvir Derek gritar “Você não ficaria com ela de qualquer forma".
[…]
Liam tentando diminuir a culpa que pesa em seu coração, deu todo o dinheiro que conseguiu com a maldita aposta e com a venda de seu carro para a família de (seu nome), ele não chegou lá na cara de pau para entregar, mas colocou em um envelope e deixou em frente a porta da casa depois de tocar a campainha. Nada disso diminuiria a culpa que o coroe e ele não está tentando comprar a garota, é só que ficar com o dinheiro de uma coisa errada não é o certo, então ele achou melhor dar para quem precisa e como (seu nome) foi usada para consegui-lo, ela merecia de certa forma tê-lo.
Liam esperou uma semana e meia para que pudesse falar com (seu nome) e tentar acertar tudo, ele se apaixonou da forma errada, sabe que pode nunca mais ter o afeto da garota, mas ficar em casa esperando também não o ajudará em nada. Quando finalmente estava em frente a casa da garota tocando a campainha, a vizinha da casa ao lado disse que mais ninguém morava ali.
Ele definitivamente havia a perdido.
Um mês se passou sem que Liam pisasse na escola, ele só ficava em casa se torturando com os pensamentos nos momentos que passou com a garota, seus pais já estavam preocupados e para que eles não o levasse ao psicólogo, resolveu voltar a escola. Nada era a mesma coisa, (seu nome) não estava lá e isso tornava as coisas insuportáveis, ele não ficaria com as pessoas que julgavam serem seus amigos, então ficar sozinho era a sua única opção.
No intervalo ele se sentou na arquibancada da quadra de futebol com seu caderno enquanto se perdia em seus pensamentos e desenhava coisas aleatórias, qualquer um que tivesse a visão dele poderia ver o quão miserável ele estava.
— Eu nunca te vi tão mal e feio. — Liam se virou para olhar de onde vinha a voz e Brianna se sentou ao seu lado.
Ela tinha total razão, seu cabelo estava bagunçado, barba por fazer, olheiras profundas de baixo de seus olhos e um pouco mais magro por não se alimentar direito. A saudade está o definhando.
— Isso é tão reconfortante... — ele sussurrou.
— O que quer que eu diga?! Eu não vou te fazer se sentir bem, porra, você roubou minha garota. — ela falou com tom de brincadeira rindo em seguida.
— E a “sua garota", roubou meu coração. — ele fez questão de usar aspas.
— Sério, cara... Você está miseravelmente miserável. — Brianna riu olhando um ponto fixo a sua frente — Sabe... Ela está bem... Eu falo com ela quase todos os dias.
— Eu fico feliz em saber que ela está feliz...
— Eu não disse feliz... Eu disse bem, percebe a diferença?! — Brianna o olhou — Ela não poderia estar feliz, o que aconteceu ainda a machuca e ela gosta de você, isso nunca foi um segredo depois que você invadiu a nossas vidas. Ela poderia estar feliz e ao meu lado agora, mas você fez questão de mudar tudo.
— Você está fazendo com que eu me sinta ainda pior. — Liam deixou seu caderno de lado.
— Isso não é uma má ideia... Mas me deixe terminar o que eu estou tentando dizer. — ela apoiou seu cotovelo no degrau de cima — Ela poderia estar feliz se você não invadisse nossas vidas... Poderia... Mas não estaria porque o que tínhamos não a fazia se sentir completa entende? Eu me voluntariei para ser a válvula de escape dela, mas no fundo era apenas uma máscara para todos os problemas que ela estava passando. Aquilo não duraria para sempre e não me faria bem de certa forma por não ser um sentimento verdadeiro da parte dela, eu a amava, mas ela não me amava.
— Acho que consigo entender... Você é uma ótima amiga, (Seu nome) tem sorte de te conhecer.
— E azar por te conhecer. — Brianna riu — Bem, mesmo com todas as mentiras você a fez feliz por alguns momentos e isso não é de todo o mal.
— Eu queria ter descoberto a pessoa maravilhosa que ela é antes de ser burro de aceitar a aposta. Não há nada que eu possa fazer agora...
— Não há mesmo... Ela não quer ver nem o seu cadáver. — Brianna riu novamente, Liam a achou divertida.
— Eu já imaginava...
— Dê tempo ao tempo... Às vezes ela não resiste e pergunta sobre você, então nada está realmente perdido. — ela sorriu — Eu vou tentar amaciar um pouco a sua barra com ela... Ao que eu posso ver do que restou de você, acho que gosta dela de verdade.
— Eu gosto muito dela. — Liam a olhou sorrindo.
— Melhor assim... Agora eu já vou indo.
Brianna se levantou e acenou em direção ao garoto que a olhou até que ela sumisse portão a dentro, ele nunca se imaginou tendo uma conversa com a garota de o socou no pior dia de sua vida. Ela é uma pessoa divertida e ele só queria ter um grupo de amigos que tivesse mais pessoas como aquela que mesmo pouco, alegrou seu dia.
[…]
As férias chegaram a galope e o fim do ano não poderia estar mais desanimador, nem a ida para a Irlanda poderia animar Liam, mesmo que Niall seja divertido e tagarela. Os dois se conheceram em um acampamento de verão há alguns anos e mesmo quando Niall foi embora eles mantiveram contato e como no ano passado Niall foi para Inglaterra, esse ano Liam teria que ir até a Irlanda.
A área de desembarque estava lotada e Liam teve que espremer por entre as pessoas para que pudesse pegar a sua mala na esteira, Niall estaria o esperando em algum lugar no aeroporto e ele não sabe onde exatamente. Ao em ter posse de suas malas, Liam começou a andar pelo aeroporto e parou em um lugar vazio para olhar para os lados a procura de Niall, uma cena o chamou a atenção e ele focalizou seu olhar em uma garota loira abraçada à uma morena. A loira era exatamente como Brianna e assim que ela olhou em sua direção ele teve certeza que era ela, a garota sorria mas não parecia ser para ele e a garota morena sorria também.
Curioso, ele se virou vendo uma outra garota andar em sua direção enquanto procurava algo em sua bolsa, seu coração disparou ao perceber que aquela garota era a sua garota. E sem conseguir se mover deixou que ela esbarrasse em seu corpo.
— Oops!
— Oi... — Liam respondeu meio atônito e (seu nome) levantou sua cabeça rapidamente ao ouvir a voz.
Talvez essa seja a chance de Liam para fazer tudo certo dessa vez, talvez alguém lá em cima ou uma certa loira queira ver os dois juntos e felizes, ninguém pode afirmar com certeza. A partir de agora, eles escrevem seus destinos.
...


Bem... Esse é o fim e vocês imaginam se querem que eles ficam ou não.
Espero que gostem :)

Visitem:
Imagine Belieber
Imagine Belieber
Imagine Belieber Hot
Imagine Belieber Hot
Small Belieber