Image Map

Imagine Niall Horan | Have You Feel It? (Pedido)

em 12 de junho de 2016 | Nenhum comentário:

Para aproveitar o dia dos namorados <3 


Pedido por: Maria Fernanda
Me perdoa ter demorado tanto


Você já sentiu isso?
Aquele frio na barriga e o coração batendo mais forte?

Você não sabe o que, mas alguma coisa está dizendo que dessa vez será diferente. Não serão apenas palavras de mudanças, mas verdadeiros atos corajosos para embarcar de vez em uma nova jornada. Uma jornada que você sempre sonhou e desejou percorrer.

Você sente as ideias fluírem dentro de você. Você está confiante. Você sabe que o seu trabalho é tornar essas ideias livres, soltas e que existe um mundo desesperado por esse tipo de informação.

Mas você está com medo.
Medo de dar errado, medo de não sair do jeito que você tanto planejou. Você tem um grande medo das pessoas te acharem um bobo, acharem que você é um tolo por estar fazendo aquilo, mas o que você pode fazer? Sair correndo e desistir de tudo que panejou?
Você tem medo de estar errado sobre você mesmo.

Será que algum dia terá coragem de enfrentar seus medos e realizar suas fantasias e sonhos. Mas talvez essa sensação seja apenas uma ilusão. Talvez as suas ideias sejam péssimas. Talvez você seja apenas um tolo em busca de uma fantasia.

Então você não faz nada
Achando que isso está certo. Achando que talvez seja melhor desistir de mais uma ilusão, em vez de correr atrás do que quer e lutar com garras e dentes. Então você joga fora todos os preparativos e se arrepende por ter perdido seu tempo.

E quando para em um canto para refletir, vê que foi tolo em ter desistido. Por mais que queira desistir. Por mais que ache certo desistir antes mesmo de tentar, seu coração grita mais alto que sua mente dizendo que você está completamente errado e deve tentar novamente e para valer.

Mas como você se sente realmente?
“Nada bem”, uma voz soa bem calma dentro de você e sei que concorda dizendo baixinho “Nada bem, está tudo errado, errado, errado...”. Então percebe que ficar repetindo toda hora que tudo está errado só te faz se sentir pior do que você já estava.

Agora?
Agora vamos falar sério. Você já sentiu tudo isso que acabei de dizer. Já vivenciou tudo que disse e relembrou o quanto foi horrível ou bom? Você se sente bem se relembrando?
Enfim, nesse momento eu me sinto assim. Sinto que desistir seja a melhor opção. Estou nervoso. E se eu não me sair bem? Com certeza vão rir de mim, e serei a piada da escola, não que isso faça alguma diferença já que sempre sou a piada da escola.

Mas quando se trata dela tudo muda, minha insegurança só aumenta e meu nervosismo também. Já passei pela lata de lixo várias vezes pensando em jogar fora o maldito discurso que fiz para ela, mas valeria a pena eu desistir tão fácil? Só porque um babaca me disse para desistir. Eu com certeza não vou dar esse gostinho para ele.

Enquanto eu andava no corredor, notei uma figura alta e curvilínea falando com alguns amigos. Sempre que passava um garoto, ela mexia seu cabelo longo e cacheado, e piscava os cílios que estavam violeta, olhei para seus lábios que estavam vermelhos. Logo um sorriso costumeiro brotou em meus lábios. Eu nunca cansaria de observá-la.

Quando o sinal tocou, eu quase desmaiei. Mas me aguentei e me segurei, como eu tinha algo a preparar mataria aula, mas não recomendo que percam a aula, isso te faz um burro por tomar essa decisão. Pronto agora pareço meu pai me dando sermão. O que eu estou sentindo ultimamente é totalmente insano, eu nem pareço o mesmo Niall.

O Baile de Primavera estava chegando, então havia vários cartazes colados na parede. Seunome concorreria a rainha do baile, era impossível ela não ganhar. Claro que as outras candidatas eram lindas e espetaculares, porém eram tão fúteis. Já Seunome tinha seu brilho próprio, era linda apenas por abrir seu sorriso e passar confiança para quem quer que fosse falar com ela.

No momento não estava conseguindo compreender como isso era tão difícil, era só chegar e fazer uma pergunta. Eu não precisava ter feito um discurso, não precisava ter gastado tanto tempo à toa, mas ela merece isso. Merece que eu gaste meu tempo, merece que eu faça tudo por ela. Mas e eu? Mereço ela?

Então eu olho para os corredores cheio de cartazes, e aquele sorriso, não o costumeiro, aquele quando surge uma nova ideia. Provavelmente, não a convidaram para o baile, eu poderia fazer isso e poderia incrementar com meu pedido de namoro. Ou não. Ok, eu sou inseguro e sem criatividade. Por que ela iria querer um cara como eu?

Seunome e eu somos amigos há bastante tempo, mas não tão apegados. Eu basicamente me afastei quando me apaixonei. Não queria parecer um bobo perto dela, ela sempre ria de minhas piadas e eu gostava tanto disso, me fazia bem. E agora, fazem praticamente três meses que não nos falamos, e não me importo se você vai achar clichê ou não, mas para mim parece que foi uma eternidade.

Eu deveria me sentir culpado por ter me afastado? Talvez. Eu fui completamente egoísta e pensei somente em meus sentimentos e me esqueci de como Seunome iria se sentir, ela até tenta manter contato e sempre me cumprimenta, mas eu sou egoísta. Sou egoísta a ponto de a querer somente para mim, e principalmente sou egoísta de não pensar em mim e sim nela.

Enquanto caminhava pelo corredor, encontrei Louis e Adam que também matavam aula, achei melhor contar meu plano e como bons amigos que são me ajudariam a colocar o plano em pratica, não que isso fosse necessário. Não seria uma coisa grandiosa que precisasse de tanta ajuda, mas é sempre bom ter amigos te ajudando, apesar de eu ter me arrependido depois.

Enfeitamos o pátio com preparativos para o baile, resumindo o diretor nos pegou matando aula e decidiu que nós ajudaríamos na decoração e preparativos do baile. Louis não reclamou, já Adam só reclamava que a culpa era do Louis por ter o arrastado da sala e meu riso costumeiro se fez presente.

Quando terminamos, nos sentamos em uma das cadeiras e decidimos conversar um pouco, desejando que a decoração dure, pois, o baile seria daqui umas duas semanas. Não posso afirmar que nossa decoração estava ótima, mas não estava tão feio, claro que não reparamos nos detalhes. Deixaremos isso para o grêmio resolver.

— Então Niall você está realmente preparado?

Louis me perguntava com tanto entusiasmo e tanto animação, que eu até queria dizer “Sim!” Com a mesma animação, mas eu ainda estava nervoso, ainda pensava em desistir e ainda queria a minha linda cama, comprar comida no Nando's e eu até poderia convidar o Louis ou o Liam.

— Vamos lá Niall, animação!

Adam tentou me incentivar o que não adiantou muito, mas o bom é que eu não gaguejaria e também já tinha decorado todo o discurso. Louis e Adam disseram que eu deveria ter levado flores ou chocolate, já que garotas adoram isso. Porém eu conhecia muito bem Seunome. Ela odiava flores porque nunca conseguia manter uma flor viva e chocolates. Bem.... Ela não odeia, mas também não adora. Lembro de quando ganhou uma caixa de chocolate no “amigo secreto”. Me lembro que sua cara não foi uma das melhores.

Depois de jogarmos uma partida de basquete. E eu obviamente perdi de Adam, pois ele era mais alto que eu e Louis, então fazia cestas facilmente. Ouvíamos o sinal, eu até tinha me esquecido um pouco de Seunome, mas quando ouvi o sinal tudo veio à tona. Adam e Louis me olharam com um certo receio de eu desistir e era exatamente o que eu iria fazer, sem nem pensar duas vezes sai correndo da quadra.

Passei pela sala de teatro que tinha um espelho na porta, parei de correr e me olhei no espelho. Eu deveria desistir? Sei que você já deve estar irritada(o) comigo, eu só reclamo e sou extremamente inseguro. Não te culpo. Eu também desejaria que alguém me batesse par parar de frescura. Eu nunca fiz isso, não na frente de todos.

Arrumei meu cabelo que estava levemente bagunçado e ao ouvir vozes me escondi atras do armário que havia no corredor. Logo percebi que a voz não era de alguém desconhecido e sim a voz de Seunome a outra garota parecia ser a Bethany, não deu para reconhecer muito bem.

— Qual é Seunome? É você mesmo que sempre diz que quer alguém para namorar. O Sebastian é o cara perfeito.
— Beth, Sebastian só quer se divertir. Eu entendo. Mas eu só quero alguém para conversar até madrugada, alguém que me entenda e não que só queira me levar a festas e etc.
— Mas o Sebastian é lindo. — Acho que foi por telepatia, mas senti que Bethany revirou os olhos.

Logo eu não as ouvia mais. Mas uma coisa conclui com essa conversa, o Sebastian é lindo, e eu estou mais confiante. Saiu de trás do armário, e arrumei o cabelo jogando de lado. Sorrio para mim mesmo. Por que ela não aceitaria, eu a conheço, sempre fiz ela rir e nunca a levei para uma festa. Talvez ela diga sim.

...

Cheguei ao refeitório e olhei em volta. Louis estava com Adam e o grupinho do basquete, Seunome estava com seus amigos, todos conversavam sobre assuntos totalmente diferentes. A gente meio que nota isso, por causa dos grupinhos, não que eu leia mentes nem nada, mas isso não seria tão ruim assim.

As patricinhas devem estar falando sobre moda, maquiagem ou pessoas que elas não gostam. Os jogadores de basquete falam sobre esportes e algo do tipo, e enfim o grupo da Seunome, bem, eu não sei do que eles falam, sempre tem um assunto diferente, as vezes é sobre noticias, sobre preconceito, alguém que eles não simpatizam.

Respirei fundo, peguei uma rosa do cesto de Megan que era uma das organizadoras do baile, ela sorriu para mim e eu beijei sua bochecha indo até a mesa de onde estava Seunome, não a passos rápidos mais também não era passos lentos demais. "Eu vou conseguir, eu vou conseguir!" Era o que minha mente repetia, e mesmo se ela diga não eu vou ficar feliz por ter conseguido falar o que eu sinto.

Louis pareceu notar que eu me aproximava da mesa dela, e se levantou junto com Adam, logo os dois se aproximaram de mim. E nesse mesmo instante o povo começou a falar mais alto que de costume, bufei porque eu não conseguia nem ouvir meus próprios pensamentos. Suspirei e parei de andar. "Você consegue Niall. Você consegue!". Assenti de leve para mim mesmo e cutuquei Seunome que se virou e sorriu.

— Eu posso falar com você? — Sorri e percebi que ela me olhava confusa, deve ser por eu ter falado um pouco baixo.
— Desculpa, Niall, não to conseguindo te ouvir. — Ela disse com aquela voz suave, com certo esforço eu consegui apreciar. Louis percebeu que todos estavam agitados e bufou.
— HEY! — Gritou fazendo assim todos prestarem atenção nele. — MEU AMIGO TEM ALGO DE IMPORTANTE PARA DIZER! — Continuou gritando, mas agora a atenção estava em mim.

Suspirei, olhei para Seunome que ainda me olhava esperando o que eu iria dizer. Olhei para o Louis desejando matar ele por toda a atenção estar focada em mim. Respirei fundo e subi na mesa em frente a de Seunome que estava vazia, a olhei e sorri.

— Bem... Eu iria falar varias coisas aqui, mas decidi que não preciso. Eu queria pedir desculpas por ter me afastado. Eu fui egoísta e só pensei nos meus sentimentos. Eu me afastei porque me apaixonei, e achava que isso era totalmente errado, pois eramos somente amigos. Enfim, eu te conheço melhor que qualquer outra pessoa, sei que seu aparecesse com um buque ou chocolate você não gostaria muito. — Eu realmente não sabia como eu estava conseguindo falar, com todos me olhando atentamente, inclusive Seunome. — Mas eu peguei uma rosa, para não aparecer sem nada nas mãos. — Suspirei e sorri, vendo Seunome sorrir. — Você quer ser minha namorada e meu par para o baile? — Estendi a mão oferecendo a rosa que eu havia pego e cocei a nuca esperando uma resposta.



Ela se levantou, me olhou e pegou a rosa. Todos olhavam e esperavam por uma resposta, ela se virou e olhou para seus amigos, logo retornou a me olhar e sorriu. Seu sorriso era tão lindo. Eu havia conseguido, eu me expressei, falei o que sentia, sem gaguejar ou abaixar a cabeça. Desci da mesa e fiquei frente ela. Ela estava calada e passava os dedos pelas pétalas da rosa. Rio fraco, me olhou nos olhos.

— Eu aceito! — Falou alto o suficiente para todos ouvirem e logo todos gritaram de animação, me fazendo sorrir. Louis me deu um tapinha nas costas e saiu voltando a mesa de seus amigos. Me aproximei mais de Seunome.
— Então quer dizer que você agora é minha namorada?
— E par para o baile! — Pegou em minha mão e entrelaçou nossos dedos. Logo todos começaram a gritar "beija, beija, beija!".
— Aceitou, só por que todos esperavam um sim? — Sussurrei.
— Não. — Sorriu. — Mas vou te beijar porque quero e porque todos querem isso. — Segurou em minha nuca e me beijou.

Eu sei que eu deveria ter a iniciativa, mas exatamente por isso que eu estou apaixonado. Retribui o beijo colocando a mão na cintura de Seunome. O beijo era calmo e lento, por um segundo eu sorri entre o beijo. Eu tinha conseguido o que queria. Ter coragem e falar na frente de todos e beijar minha mais nova namorada.



Hey Girls
Como vocês estão?
Eu sei que o blog está bem parado, mas estamos tentando terminar os pedidos.
Se alguém acompanhava minha fanfic, tenho uma péssima notícia. Eu desisti dela. Eu realmente não tenho mais ideias, e a criatividade está em não sei aonde.
Eu queria pedir desculpas, espero não ter decepcionado ninguém. Estou com uma nova fanfic em mente, mas só irei falar mais dela quando eu tiver algum conteúdo pronto. No momento só tenho o prolongo.
Bom é isso, espero que tenham gostado do imagine, que passou por diversas mudanças minhas. Não sei se era a ideia do imagine, mas espero que esteja do agrado
Bye.

P.S.: Não esqueçam de acessarem esse blog aqui, aposto que vão amar as fanfics.  <3