Image Map

Imagine Niall Horan | Love Me Like You Do (Pedido)

em 26 de outubro de 2015 | Nenhum comentário:


Pedido por: Bea
Faça seu pedido → aqui ←

Acabei de chegar ao aeroporto depois de uma semana de shows no Brasil, eu estou exausta, mas tudo valeu a pena, meus fãs brasileiros são perfeitos.
Cheguei ao carro preto que me esperava no estacionamento do aeroporto e entrei vendo que Niall não estava nele, o que é o estranho já que há dias combinamos de que ele viria com o motorista.
Vi George me olhar pelo retrovisor como se já esperasse minha pergunta, até por que Niall sempre o acompanhava quando estava em casa.
— George, onde está o Niall? - descansei a cabeça no encosto do banco se trás
— O senhor Niall preferiu ficar em casa. - respondeu olhando a estrada e eu franzi as sobrancelhas
— Você sabe me dizer por que ele não veio?
— Não senhora... - o carro parou em um semáforo - Não sei se devo dizer, mas ele me parecia bem bravo. - o carro voltou a se movimentar
— Obrigada George! - o vi assentir
Niall está bravo e eu me pergunto qual o motivo, ele não me disse nada e muito menos deu alguma pista sobre algo na última vez que nos falamos, talvez algo aconteceu com a banda, algo tão sério que ele não pode vir me buscar.
Estou com saudade.
Mais alguns minutos e o carro já estava entrando na garagem de casa, mal o esperei parar e já sai praticamente correndo para dentro, Niall me fazia uma falta terrível.
Assim que adentrei a sala, o vi de costas para a porta olhando o jardim pela grande janela de vidro, andei em passos apressados até ele e o abracei apertado descansando meu rosto em suas costas.
— Que saudade amor! - continuei o abraçando sem mexer um músculo, mas ele logo se soltou dos meus braços se afastando.
— Não foi o que eu percebi... - o olhei e agora ele se encontrava de frente para mim e então pude notar a garrafa de cerveja em sua mão
— O que quer dizer? Não estou te entendendo. - continuei a olha-lo e ele deu um sorrisinho debochado
— Você estava muito bem acompanhada para se lembrar de que tinha um namorado. - andou pela sala indo até o sofá se sentando e me fazendo notar três garrafas de cerveja vazias sobre a mesa de centro
— Niall você pode, por favor, me dizer o que está acontecendo? - fiquei em pé a sua frente
— O que está acontecendo é que eu vi a droga da sua foto com aquele cara e não gostei nem um pouco. - ele esbravejou me olhando - Por conta dessa merda de foto eu estou sendo tachado que corno na internet.
— Niall pelo amor de Deus, você sabe que isso não passa de mentiras!
— Será mesmo que são apenas mentiras? - colocou a garrafa sobre a mesinha - Eu não estava lá para ver e segundo os quase dez sites que eu li, todos dizem que vocês estavam bem íntimos.
— Eu não acredito que você está mesmo pensando que eu te trai. – nego com a cabeça desapontada – Eles só querem vender noticia Niall... Não ligam para o que é verdade ou mentira e você deveria saber disso.
— Quem falou em traição aqui? - ele se levantou - se você tocou no assunto há algo a ser dito ainda. – me encarou desconfiado      
— Não Niall, nada a ser dito... Eu pensava que você confiava mais em mim e não em sites de fofoca na internet.      
— Como você quer que eu acredite? Como? - aumentou o tom de voz - Vocês dois estavam se esfregando na maior cara de pau. - Ele se referia à foto em que um cantor local segurava minha cintura e dava um beijo em meu rosto, enquanto eu sorria para a câmera.    
— Não houve nada demais, apenas uma foto inocente e você faz todo esse show... Você é bom nos palcos Niall, não em fazer drama, teatro não é o seu forte. - subi as escadas correndo até que eu estivesse em nosso quarto e ouvir seus passos atrás de mim     
— Diz você o que pensaria se me visse assim com uma pessoa que você ao menos conhece? - ele passou pela porta do quarto
— Eu não quero mais falar sobre isso, Niall! - fui até o banheiro e ele continuava me seguindo
— Mas eu quero! - ele me virou segurando meus ombros fortemente com as mãos
— Você está me machucando... - falei sentindo minha visão embaçar pelas lágrimas
— Apenas responda a minha pergunta! - ele me balançou violentamente
— Eu não pensaria nada, absolutamente nada até por que isso já acontece quando você encontra alguma fã ou uma amiga e tira fotos com elas... - gritei saindo de seu aperto - Então não me diga que eu devo pensar algo de ruim porque eu confio em você, achei que confiasse em mim também... - falei mais baixo suspirando no final, o vendo com um olhar arrependido - Eu vou dormir na casa da mamãe. - E assim eu corri até onde George estava o pedindo para me levar a casa dos meus pais, já dentro do carro pude ver Niall olhando da janela do nosso quarto, mantive meu olhar no seu até que não fosse mais possível.
[...]
Essa noite foi a pior da minha vida, praticamente a passei acordada e atrapalhei completamente o sono de mamãe que ficou comigo deitada em seu colo chorando enquanto ela afagava meus cabelos e dizia que tudo iria ficar bem, que essa seria apenas uma briga passageira.
Quando parei de chorar e consegui dormir já estava prestes a amanhecer, o que não seria nada bom para uma pessoa que faria uma performance na noite seguinte na premiação o EMA.
[...]
Apenas um minuto para entrar no palco e eu me concentrava em me manter firme em ver o Niall na plateia, eu não tinha o visto ainda desde a briga, mas minha assessora disse que ele confirmou presença e que estaria sentado na primeira fileira.
Respirei fundo assim que ouvi meu nome ser pronunciado e a melodia da musica se iniciar, me posicionei vendo o palco meio escuro e apertei o microfone em minhas mãos.

You're the light, you're the night
You're the color of my blood

(Você é a luz, você é a noite)
(Você é a cor do meu sangue)

Andei até o centro do palco em passos lentos.

You're the cure, you're the pain
You're the only thing I wanna touch
Never knew that it could mean so much, so much

(Você é cura, você é a dor)
(Você é a única coisa que quero tocar)
(Eu nunca soube que poderia significar tanto, tanto)

Olhei em direção a plateia e havia uma cadeira vazia na fileira da frente, provavelmente do Niall já que eu não conseguia vê-lo em lugar algum.

So love me like you do, lo-lo-love me like you do
Love me like you do, lo-lo-love me like you do
Touch me like you do, to-to-touch me like you do
What are you waiting for?

(Então me ame como você ama, me ame como você ama)
(Me ame como você ama, me ame como você ama)
(Me toque como você toca, me toque como você me toca)
(O que está esperando?)

E então eu não consegui segurar o choro.
Eu continuei cantando enquanto inutilmente tentava enxugar as lágrimas que não parava de descer.

I'll let you set the pace
Cause I'm not thinking straight
My head's spinning around, I can't see clear no more
What are you waiting for?

(Vou deixar você determinar o ritmo)
(Porque não estou pensando direito)
(Minha cabeça está girando, não consigo mais ver com clareza)
(O que está esperando?)

Senti braços ao redor da minha cintura e uma cabeça se apoiar em meu ombro, virei o rosto minimamente e pude ver uma cabeleira loira o que me fez chorar ainda mais e parar de cantar já no final da música. Niall sussurrou um “me desculpe” beijando meu ombro e eu apenas assenti de olhos fechados, seus braços saíram de minha cintura e eu não pude sentir seu toque até ele segurar minha mão, abri meus olhos e o vi ajoelhado em minha frente segurando uma caixinha aberta exibindo um anel.
– (Seu nome Completo), eu confio em você até de olhos vendados, me perdoe por ser um idiota ciumento e inseguro... - ele dizia olhando em meus olhos - Mas saiba que eu ajo assim pelo simples fato de te amar infinitamente... - ele soltou minha mão pegando o anel e segurando-a novamente - Mesmo sabendo como eu sou, você aceita ser a minha mulher para sempre? Quer casa comigo?
– Niall... Você... - eu tentei falar em um misto de surpresa e felicidade
– Você não vai dizer não para mim em frente ao mundo todo vai?! - ele perguntou apreensivo me fazendo rir um pouco
– Claro que não! Eu te amo! - o puxei para se levantar e o beijei com urgência antes mesmo de deixa-lo colocar o anel em meu dedo
Os aplausos e assovios explodiram em nossos ouvidos nos fazendo sorrir entre o beijo, Niall apertava levemente a minha cintura e eu mantinha minhas mãos em seu rosto, paramos o beijo com selinhos após um tempo e com a aliança no meu dedo saímos do palco abraçados.
Chegamos aos bastidores e nossos pais estavam lá, o que me leva a crer que todos sabiam menos eu, fomos recebidos com vários abraços e votos de felicidade, a premiação continuou e no fim metade das pessoas que assistiram ao pedido de Niall quiseram nos abraçar.
O que ontem foi uma briga, hoje se transformou em uma ponte para a felicidade, não achei que um ciúmes bobo se transformaria rapidamente em uma das maiores provas de amor que Niall pôde me dar... A prova de que ele pretende viver anos ao meu lado mantendo meu coração aceso como só ele pode fazer.

Hey Angels! Desculpa! Um zilhão, trilhão, infinitas desculpas.
Eu sei que fiquei relaxada demais com o blog, ultimamente eu só tenho ideias, mas elas não saem da minha cabeça e eu estou a preguiça em pessoa. Prometo tentar tomar vergonha na cara.
Bea, desculpe se o imagine não ficou como você esperava... Desculpa mesmo... Na minha cabeça estava completamente diferente e na hora de colocar em 'prática' ficou assim :/
Beijos... Bye!