Image Map

Imagine Harry Styles | Entre o Amor e o Ódio (Pedido/Hot)

em 31 de dezembro de 2014 | 15 comentários:


Eu acho que todo mundo tem aquele vizinho chato que vive falando de você para todo mundo, bem provável que esteja falando mal.
Porque eu acho isso? Bem, eu tenho um que é exatamente assim, o nome dele é Harry Styles e somos considerados arqui-inimigos na nossa rua ou talvez na nossa cidade. O fato é que ele é um gato, olhos verdes, cabelos cacheados na altura dos ombros e um sorriso lindo acompanhado por uma covinha em cada bochecha.
Uma confissão... Eu tenho uma quedinha por ele, está bem, um precipício, mas sempre quando eu passo por ele e sua trupe de amigos ele cochicha algo com eles e começam rir me deixando extremamente irritada.
Tudo nele me deixa irritada, desde seu gosto para garotas sem sal a seu olhar impactante na janela, é também somos vizinhos de quarto.
Hoje é sábado e como todo final de semana, coloquei um short de malha preto e uma blusa branca sem manga, para correr pelo quarteirão. Sai de casa e vi o Harry na janela me olhando, o ignorei coloquei meus fones e comecei a correr.
Dei a volta no quarteirão três vezes e pararei para descansar na pracinha que tinha perto de casa, me sentei no banco e fechei os olhos para normalizar a respiração.
Xxxx: Com você assim da para imaginar varias coisas... – disse após tirar meus fones me fazendo dar um pequeno pulo pelo susto que levei com aquela voz rouca em meu ouvido – Coisa nem um pouco inocentes. – continuou
Eu: O que faz aqui Styles?
Harry: Vi você saindo de casa e resolvi te esperar aqui. – sentou-se ao meu lado
Eu: E eu posso saber por quê? – o encarei desconfiada
Harry: Queria saber se quer sair comigo hoje à noite. – disse normalmente e eu gargalhei
Eu: Isso é algum tipo de aposta?

Imagine Louis Tomlinson | Happy Birthday (Hot)

em 25 de dezembro de 2014 | 2 comentários:


Sabe quando você tem a impressão que seu aniversário vai ser uma porcaria? Pois bem, faltam duas horas para meia noite, meu aniversário, meus amigos estão desaparecidos e eles saíram todos juntos só eu que fiquei para trás.
Geralmente quando estamos em turnê, nós cinco saímos juntos para comemorar em algum pub, bebemos até cair e no outro dia, nossos rostos estão estampados em tudo quanto é revista e site na internet. Esse ano não seria diferente se eles não tivessem esquecido o aniversariante.
Ouvi uma movimentação do lado de fora do quarto e pessoas falando ao mesmo tempo, bem provável de serem os garotos vindo me buscar. A porta foi aberta e Niall quase caiu tentando juntamente com os outros entrar no quarto com uma caixa de presente gigante. Com muita luta os quatro conseguiram colocar a caixa para dentro e param ofegantes na minha frente.
Eu: Lembraram-se da minha existência? – perguntei olhando cada um deles
Harry: Nunca esquecemos você Lou... Fomos buscar seu presente. – disse a ultima frase com certa malicia
Zayn: Nós todos entramos em um acordo e escolhemos seu presente.
Liam: Esperamos que você goste!
Niall: Eu particularmente amaria esse presente!
Eu: O que tem na caixa? – levantei e caminhei até a mesma tentando ver alguma coisa
Liam: Calma, feche os olhos!
Bufei e fechei os olhos, ouvi o laço ser desfeito e o que parecia ser a tampa cair no chão. Ouvi passos e a porta ser aberta.
Harry: Espero que você tenha um bom apetite, Boo... Feliz aniversario!
Abri os olhos e dei de cara com uma garota gostosa, vestida que mamãe Noel me olhando com uma cara de safada.
Eu: Eh... Oi! – falei sem jeito, ela andou até mim e me empurrou na cama.
 Xxxx: Você é o Louis né? – perguntou sentando no meu colo com uma perna de cada lado – Eu sou (seu nome), o seu presente! – segurou minhas mãos as colocando em seus seios

Happy Birthday Boo Bear ♥

em 24 de dezembro de 2014 | Nenhum comentário:


Eu nem tenho muito o que dizer sobre Louis William Tomlinson, ele está crescendo muito rápido, nós estamos crescendo rápido e isso assusta às vezes. Pensar que daqui a alguns anos eles estarão casados com filhos e nós também, que talvez aquele sonho adolescente vá se perder na rotina de trabalho, marido, filhos e a palavra Directioner nem vá mais existir no nosso vocabulário.
Louis me fez chorar de alegria, de tristeza, mas a maioria do tempo ele me fez sorrir com as brincadeiras de um adolescente com jeito criança... Cara são 23 anos que ele está completando o tempo passa muito rápido, ‘ontem’ ele estava com 19 e hoje 23.
Eu me recuso a ver o meu ídolo crescer, mas a realidade está ai para bater na minha cara e mostrar que ele vai crescer, não importa se eu queira ou não. Ele e mais quatro garotos mudaram minha vida para melhor.
Eu só quero que ele seja feliz e viva enquanto é jovem.




(Essa montagem acabou comigo)











Imagine Louis Tomlinson | Memórias

em 21 de dezembro de 2014 | 7 comentários:

Memórias - Daniella Menezes
Eu queria, eu queria que ela visse o que eu via, sentisse o que eu sinto, queria que ela pudesse sentir o CALOR, o VENTO, o AMOR, queria que ela pudesse ter todas as sensações do mundo, que ela tivesse todas as sensações que nos foram roubadas.

Ver todas as aquelas coisas, os pássaros, as flores, as frutas, as cores. Ouvir todas as músicas, identificar nota por nota, cada sintonia, partitura. Sentir todas as dores, a dor da perda, de um corte, a dor de cair, levantar e seguir em frente. Eu queria tudo isso e queria mais e só me permitiria sentir isso se fosse com ela.

Vivemos em uma sociedade onde não há mentira, sentimos, dor, injustiça, desigualdade. 

Desconhecemos qualquer tipo de preconceito, de insegurança, violência.

Somos submissos de várias regras, mas, as mais importantes são: NUNCA MENTIR, SEMPRE DESCULPAR E NUNCA, NUNCA SAIR DA FRONTEIRA DO CONHECIMENTO.

- Seunome. “eu disse me aproximando dela”

- Oi Louis. “ela sorriu”

- Preciso falar com você.

- Agora eu não posso!

- Por favor! É importante.

Ela me olhou por um instante até que assentiu e começou a me seguir, eu a levei para uma pequena caverna que ficava abaixo da caverna, atravessamos a pequena cachoeira e nos molhamos. Nós sempre víamos aqui, desde que éramos pequenos.

- O que quer? “ela perguntou”

- E.. eu.. eu vejo coisas. “eu sussurrei olhando para os lados” – Coisas que você não vê!

- V.. você está bem? “ela estendeu a mão”

- Ela na.. não quer que sentimos essas coisas.. E.. ela está escondendo a mundo de nós.. “fiz uma pausa” – Isso não é real.


- O que não é real? Você esta me assustando. “ela recuou”

- Você me ama? “eu perguntei olhando em seus olhos”

- O.. o que é o amor? “ela perguntou confusa” – Se você me perguntar se eu gosto de você, eu com certeza direi que sim, mas, amor? O que é o amor?

- É um sentimento incrível Seunome, é algo que não conseguimos explicar é maravilhoso, é algo que vai além do que se pode explicar é algo que não é nos permitido sentir.

- Por que está dizendo essas coisas? “sua voz transmitia medo”

- Eu comecei meu treinamento, parei de tomar minha injeção.

- O que? “ela disse assustada” – Deve ter alguma coisa errada com você.

- Tem uma coisa errada, mas, não é comigo é com esse lugar, tudo está errado!

- Mas..

- Amanhã de manhã, pula sua injeção pega uma maça e espeta seu dedo e passa sangue nela.

- Não! “ela gritou”

- Quando sair de manhã coloca a maça no sensor, vai sentir seu sangue e vai achar que é sua mão.

- Para Louis, você está me assustando!

- Seunome, você tem que fazer isso, você é a única pessoa em que eu confio, por favor, eu preciso que você sin...

- Louis! “ela me interrompeu” – Por que está faz..

- Por que eles estão mentindo! “eu gritei” – Droga Seunome” Quero que você sinta o que eu estou sentindo. “senti meus olhos lacrimejares” – Por favor!

Eu queria compartilhar como ela, compartilhar as coisas boas, eu pensava nela todos os dias, eu via ela nos meus sonhos, mesmo antes de saber o que era isso, ela estava em meu pensamento o tempo todo.

- Tudo bem, e faço!

- Me encontre aqui, amanhã!

No dia seguinte eu estava de frente para a cachoeira, eu podia vê Seunome do outro lado, parecia que ela estava abaixada, sem pensar atravessei a mesma, e a vi sentada no chão. Nós nos encaramos por um longo tempo, até que ela levantou se colocado de frente para mim. Ela jogou a maça para mim.

- Funcionou? “perguntei” – Eu não sei quanto tempo demora para passar o efei..

- O que eu estou fazendo Louis? O que é isso? “ela começou a gritar” – Eu estava pensando no que eu iria te falar quando você aparecesse...

- Seunome, calma!

- Por que eu estou fazendo isso? “ela gritou” – Por quê?

- O que você viu?

- E.. eu vi.. eu vi as cores! “ela sussurrou” – As cores! “ela disse assustada”

- O que mais viu? “sussurrei pegando em sua mão” -  Me diga.

- A maça é vermelha, vi o céu azul, as arvores elas são, elas são verdes! “ela chorava” – Elas são lindas.

- Vo.. você pode sentir isso? “comecei a passar meu dedo levemente sobre sua mão” – Você pode sentir o calor? ‘Tá’ sentindo alguma coisa?

- É.. é quente! “ela sorriu”

- Seunome o que você sente?

- Não sei, não existe palavras para descrever.

- Você sente o calor? Sente como é bom?

- Isso não parece certo Louis. Eu preciso voltar para casa, eu preciso tomar minha inje..

Quando dei por mim senti meus lábios se encontrarem com os de Seunome, foi a melhor sensação do mundo, não existia palavras para explicar o que eu senti naquele momento. Selei.

- O que foi isso? “ela perguntou”

- Seunome tem mais. Tem muito mais.

Ela me olhou e não disse nada, apenas começou a andar passando por mim, foi aí que agarrei em seu braço a fazendo sentir tudo que eu havia sentido. A dor, o sofrimento, amor, alegria, o riso, o choro. Senti minha forças irem embora, desmaiamos segundos depois.

...

“Eu lembrei agora eu sonhei com ela, eu contei para os meus pais, foram os efeitos da injeção eles disseram, todos tem isso, a medicação iria acabar com eles, nada que não pudesse ser curado.


Mais os medicamentos não podiam apagar o que eu senti o que eu vi, e eu iria mudar isso, nem que tivesse que deixar minha vida, mesmo que tivesse que atravessar a fronteira, eu não me importo, eu voltaria, eu voltaria para a Seunome”



Hey Darlin's volteiiiii .. Sei que andei estou um pouco/muito sumida e talz, tive alguns problemas que ainda estou tentando resolver, tive que estudar para recuperação, então não tive muito tempo para escrever, fiquei sem inspiração, ainda estou, pois, não estou gostando de nada que estou escrevendo, mas, espero que vocês gostem. Um feliz natal para todos, o niver do Louis está chegando, então, lotem o tt dele, Então é isso espero que gostem, um beijo e um abraço da Dani, e sim, esse mini terá continuação. 

Imagine Harry Styles | Vampire x Vampire (Pedido/Hot)

em 19 de dezembro de 2014 | 24 comentários:


Em pé no alto do pinheiro, ela observava o garoto que havia escolhido para ficar ao seu lado para eternidade. Ele caçava sua presa com experiência, aquela seriedade de quem está concentrado em seu rosto o deixava ainda mais sexy e tentador.
Ele era apenas um garoto quando foi escolhido, na sua feição não continha muitos traços adultos, seu olhar era hipnotizador e seus cachos sedosos. Eles faziam o par perfeito, nada clichê apenas combinava um com o outro.
Ela adora o observar, era um de seus passatempos favoritos.
Resolveu então descer até onde ele se encontrava e em um pulo já estava no chão.
Andou até ele que estava a se alimentar de um servo, ele a olhou com sangue escorrendo por sua boca, acredite ou não a visão do paraíso para uma vampira, as veias saltadas nos cantos de seus olhos deixava seu olhar mais sombrio.
- Eu sei que você gosta do que vê. – Harry deu um sorriso de lado – Eu sou um gato, não sou?
- Está mais para um leão faminto. – aproximou-se e lambeu a boca do então namorado
- Oh não! – passou as mãos em volta da cintura da mulher a sua frente – Isso foi extremamente excitante! – beijou seu pescoço
- É mesmo? – o afastou – Te vejo em casa!
E então S/n sumiu de vista, Harry também não ficou para trás, sabendo o que o esperava correu em direção à casa que não ficava muito longe. Em menos de um minuto já passava pela porta, S/n o esperava seminua sentada em seu sofá de couro com um copo de uísque.
- Porque demorou tanto, amor?
Harry sem ao menos responder pulou em cima dela como se fosse sua presa, enquanto se beijavam, S/n arrancou a roupa do parceiro com rapidez.
O desejo de ter um ao outro era muito grande, Harry arremessou S/n na parede e segundos depois estava a sua frente segurando seus braços por cima da cabeça enquanto sugava fortemente seu pescoço.
S/n soltou-se das mãos grandes de Harry, o jogando no chão.
- Você não pode comigo querido. – caminhou devagar até ele ficando em pé com uma perna de cada lado de seu corpo.
Harry tentou se levantar, mas foi impedido pela mulher que o empurrou com o salto de volta para o chão.
- Quietinho... – sussurrou mostrando seus dentes afiados
S/n então se sentou em cima do garoto rebolando em sua ereção, Harry deixou escapar um gemido e quando foi a tocar teve os braços segurados pela mulher. S/n levou seus lábios até o pescoço de Harry, o lambeu e em seguida mordeu.
Harry sentia seu sangue ser minimamente sugado, aquilo não poderia ter ficado mais prazeroso.
Harry juntou forças até conseguir jogar S/n para o lado ficando com as mãos livres novamente.
- Então você quer brincar? – foi à vez de Harry ficar por cima – Que comece a real brincadeira!
O sutiã de S/n foi literalmente arrancado de seu corpo juntamente com sua calcinha, Harry colou seus lábios nos da mulher e levou seus dedos até o meio das pernas da mesma começando ali um carinho. Os carinhos na intimidade de S/n aumentavam até que viraram penetradas rápidas com três dedos, S/n gemia entre o beijo e arranhava as costas de Harry.
Não demorou muito para S/n atingir o seu primeiro orgasmo gemendo extremamente alto.
Harry segurou-a pelas pernas rodeando-as em sua cintura, levantou-se do chão com S/n em seu colo e correu escada acima até o quarto. Ao passar pela porta, jogou S/n na cama antes de qualquer coisa, S/n levantou com rapidez e o empurrou fazendo-o cair deitado onde ela estava há alguns segundos.
Sem esperar qualquer reação, S/n tirou a cueca de Harry e agarrou seu membro já duro e cheio de veias o vendo arfar, ajoelhou-se ao seu lado na cama fazendo movimentos de vai e vem com a mão. Antes que Harry atingisse o orgasmo, S/n encaixou seu membro em sua entrada sentando de vez. Harry gemeu alto apertando a cintura de S/n ajudando-a na intensidade da penetração.
S/n cavalgava cada vez mais rápido arranhando o abdômen de seu namorado sendo possível ver marcas de sangue debaixo de suas unhas.
Harry levantou-se rapidamente segurando a cintura de S/n e chocou suas costas na parede estocando-a brutalmente.
- Você é muito gostosa sabia? – disse segurando o queixo da mulher e em seguida puxando seu lábio inferior com os dentes, mantendo as investidas frequentes.
- Sabia! – falou em meio a um suspiro
Harry continuou as estocadas rápidas e fortes até que gozaram juntos. Caminhou ainda dentro da namorada até a cama e se jogou na mesma.
S/n saiu do colo de Harry e deitou-se ao seu lado, o garoto levantou e sumiu porta a fora voltando segundos depois com duas taças de sangue.
- Para repor as energias! – entregou a taça a S/n que se sentou na beira da cama
- Não teremos um segundo round. – riu
- E porque não? – sentou-se ao seu lado
- Fizemos sexo ontem três vezes seguida. – bebericou sua bebida
- E o que isso tem haver com hoje?
- Eu só quero te curtir um pouco.
S/n pegou a taça do namorado e colocou juntamente com a sua na mesinha ao lado da cama, puxou Harry para se deitar e se aconchegou em seu peito acariciando sua barriga.
Para S/n esse era o melhor jeito para acabar uma noite de sexo.


Hi Angels! Estou aqui com mais um pedido, espero que vocês e a Sabrina (dona do pedido) tenham gostado. Me desculpe pela demora, mas eu não sabia como fazer. You and I foi deletado do youtube e eu estou P da vida porque eu lembro que eu baixei o video, mas não consigo encontrá-lo no computador, mandei uma mensagem para Daniella e ela não me respondeu. Não posso viver sabendo que eu poderei nunca mais ver aquele clipe. Desculpa pelo drama e até mais. Bye!

Everybody

em 5 de dezembro de 2014 | 2 comentários:


Hi Sweets! Bom, eu e Daniella vamos em uma viajem de escola e voltaremos em dois dias... Eu não postei nenhum pedido hoje porque meu computador não ajudou muito, mas assim que eu voltar vou postar um deles. Já estou morrendo de saudade!


Imagine Harry Styles | Exatamente Como Você é (Pedido)

em 4 de dezembro de 2014 | 2 comentários:

Daniella Menezes
Eu queria levá-la para dançar, queria levá-la ao parque, queria lhe comprar um buque de flores, só para vê-la jogá-lo na minha cara e dizer que ODEIA flores. Queria sentir o perfume e tocar cada fio de cabelo dela, quero saber de todos os seus segredos, manias, defeitos, e se ela quiser saber os meus eu contaria, se ela dissesse que eu seria seu por toda vida.

Ela é a garota mais incrível do mundo, quero acordar todos os dias ao som de seu grito dizendo que eu tenho que levantar e dá banho no nosso cachorro, quero pega-la no colo e dizer que ela está linda.

O jeito que ela sorri, que anda, o jeito que ela desvia o olhar rapidamente quando os meus olhos encontram o dela, o jeito que ela fala do futuro, sobre ter uma casa, um jardim, dois filhos, uma família. Ela acredita que daqui trinta anos vai está brincando no jardim da sua casa com seus filhos, e depois ela vai pega-los no colo e dizer que os ama e que eles são as pessoas mais importantes do mundo para ela. Que irá preparar um bolo com cobertura de chocolate só para ver eles se sujarem, que logo em seguida seu marido vai chegar em casa pega-la no colo e perguntar “como foi seu dia?” e que lhe dará um longo beijo e dizer que a ama. Anos mais tarde eles estarão bem velhinhos sentados numa cadeira de balanço contando aos seus filhos á historia de como se conheceram, quando foi seu o primeiro beijo deles e o quanto eles se amavam e se amam até hoje.

E se eu cara for eu, que vou chegar do trabalho e a primeira coisa que vou dizer é que eu te amo, por que você me faz o homem mais feliz do mundo, você me faz querer acordar todos os dias e ver o brilho da lua, que nem se compara ao brilho dos teus olhos, quero passar a mão em seu cabelo e puxá-la para perto de mim, dizendo que você será minha hoje e sempre.

Quero você na minha vida todos os dias, não importa onde eu esteja sempre levarei você comigo, no meu pensamento e no meu coração.
Amo o jeito como você coloca o cabelo atrás da orelha quando está feliz, quando você desvia o olhar quando está com vergonha, o seu sorriso de canto de boca quando não está prestando atenção no que eu estou falando, o seu lindo sorriso espontâneo quando está sendo irônica.

O jeito que você me toca e me faz sentir o que eu nunca senti antes, o jeito que fala comigo, eu não mudaria nada em você, por que você é tão linda, tão linda, que eu não consigo nem acreditar que você existe, quando eu olho seu rosto não há nada que eu mudaria, por que você é PERFEITA, queria que mundo inteiro parassem e observasse quão MARAVILHOSA você é, se você deixasse eu beijaria seus lábios o tempo todo por que eles são irresistíveis, a sua risada, sei que você a odeia mais eu acho ela sex e atraente.

Eu morreria se eu te perdesse para outro cara, eu ficaria louco, eu... eu não sei o que faria se você não existisse em minha vida, o que sinto por você é algo completamente inexplicável e se você sente por mim o que sinto por você, então, estamos no caminho certo.


Quero andar de mãos dadas com você na rua e quero que o mundo sinta inveja, pois garota, você é incrível, e eu não mudaria nada em você, por que Gabrielly eu te amo exatamente como você é.


Hey Darlin’s normalmente eu demoro muito para escrever algo, mais como a Gabi já mostrou ser uma pessoa má (ushsuhsus) eu resolvi dá uma adiantada, eu particularmente gostei muito do que eu escrevi e espero que vocês gostem também, esse foi um pedido da Gabi, se vocês quiserem fazer pedidos fiquem a vontade, Pedidos de mini com LIAM, LOUIS e NIALL são COMIGO. HARRY, ZAYN E NIALL, são com a TAY. Gabi ficou curtinho, mas, espero que você goste flor ^^ .. Desculpe se errei seu nome, e como a Tay disso, estamos viajando, e só voltaremos daqui 2 dias, beijos beijos..

Obrigado pelos comentários dos postes anteriores isso é muito gratificante, então continuem comentando e deixem seus nomes no final do comentário. Fiquei muito feliz com os comentários de vocês, emocionada seria a palavra correta, eu amo vocês e um beijo da Dani. 


Imagine Louis Tomlinson | Você de Novo

em 2 de dezembro de 2014 | 6 comentários:

Daniella Menezes
Ela estava em pé encostada-se à parede, usava apenas minha camisa branca, seus olhos brilhavam enquanto ela me olhava, de repente ela desviou o olhar, e eu sorri. Eu estava deitado na cama, apenas com minha box preta.

- Sabe que você é louca né? “Eu perguntei levantando da cama”

- Sou louca o suficiente para gostar de você! “Ela disse rindo”

- Eu sei disso.

Caminhamos em direção um ao outro, peguei na sua cintura e a encostei novamente na parede.

- Sabe que eu sou posso ficar com você hoje né?

- Eu não me importo.

Ela colocou a mão na minha nuca e começou um beijo calmo, depois de alguns segundos o beijo foi ficado mais intenso, apertei a cintura da mesma e logo em seguida a pressionei contra a parede. As mãos dela desceram para a minha costa e ela começou a arranhar a mesma, gemi.

- Seunome.. Espera...

- Não Lui, eu não quero esperar nada!
Ela disse me empurrando, até a cama assim que caí na mesma ela subiu em cima de mim. Eu estava perdendo o controle, e ela sabia disso então resolvi falar logo de uma vez.

- Esse é o nosso ultimo dia juntos!

Eu disse para a Seunome e imediatamente ela me olhou.

- O que? “Ela perguntou como se não tivesse ouvido o que eu disse”

- Eu não voltarei a vê você! “Eu disse tirando ela de cima de mim” – Não vou voltar mais aqui Seunome, esse foi o nosso ultimo dia juntos, não nos veremos mais!

Levantei da cama e peguei minha calça que estava jogada no chão. E comecei a vesti a mesma.
- Eu não entendo Lui, por que está fazendo isso? “Percebi que sua voz era de quem chorava” – Você não pode fazer isso comigo, eu te amo!

Agora ela está em pé na minha frente e seus olhos estavam lacrimejados.

- Você sabia que isso não duraria para sempre, é só uma romance, paixão e paixão acaba, você sabe disso!

- Então você veio até aqui tranzar comigo para depois me dispensar? O que aconteceu com o amor em? “Percebi que o tom de voz dela aumentou”

- Não se faça de vitima garota, você é bonita, tem um corpo incrível e é gostosa, é claro que sinto atração por você, agora amor? Amor não.

- Mais você... Você disse que me amava! “Ela disse em meio às lágrimas”

- Você é bobinha Seunome, tem muito que aprender! Podemos ser amigos.

- Amigos? “Ela disse incrédula” – Amigos Louis Tomlinson? Nós não somos amigos, nunca fomos e nunca vamos ser, por que somos parceiros, somos um casal! “Ela colocou a mão na minha cintura” – Amigos dormem na mesma cama e passam a noite juntos?

- Nós nunca fomos um casal Seunome, e além do mais você sabe que eu tenho namorada! “Eu disse tirando a mão dela da minha cintura e a empurrando para fora do meu caminho” – Preciso da minha camisa!

- Você acha que vai sair daqui assim tão fácil?

- Vou sair do mesmo jeito que entrei!

- Não, não vai, por que eu não vou deixar! “Ela começou a gritar” – Você não pode virar para mim depois de um ano e dizer que não vamos mais nos vê, que tudo acabou, que você está terminado comigo!

- Terminando? Terminando o que? Eu nunca disse que tínhamos algo! “Vi que ela ficou perplexa com o que eu acabará de dizer” – Presta atenção Seunome, eu tenho uma namorada a qual está esperando por mim agora, eu não posso e não quero terminar com ela!

- Mais você disse....

- Eu sei o que eu disse você acreditou por que quis agora me dê minha camisa, eu preciso ir! “Eu estendi a mão para a mesma, mais ela permaneceu imóvel” – Seunome estou falando com você!

Ela continuou imóvel, andei até a mesma e puxei minha camisa.

- Não me toca! “Ela gritou”

- Eu quero minha camisa!

Joguei a ela na cama e subi em cima da mesma e comecei a tirar minha camisa que ela estava vestida.

- Você está louco, você não sabe o que está fazendo, você vai se arrepender!

- Cala a boca!

Sai de cima dela e vesti minha camisa, coloquei meus sapatos.

- Acha que isso vai ficar assim Tomlinson? “Ela disse em meio às lagrimas” – Acha que vai sair ileso dessa relação?

- Não tem relação nenhuma Seunome! “Eu a peguei pelo braço” – Você é criança demais para mim! E eu vou avisá-la logo, não tente me prejudicar, eu tenho uma carreira longa pela frente e não vou deixar que você e nem ninguém acabe com ela!

Ela me olhou furiosa enquanto as lágrimas rolavam pelo seu rosto, de repente ela cuspiu na minha cara.

- Ah. Vadia!

Joguei a mesma no chão e a ouvir gritar. Andei ate a porta, assim que coloquei a mão na maçaneta para abrir a porta e ir embora, ouvir a Seunome gritar.

- EU ESTOU GRÁVIDA! EU ESTOU ESPERANDO UM FILHO SEU LOUIS! UM FILHO SEU!

Fiquei imóvel naquele ao ouvir aquelas palavras, me virei lentamente em direção a Seunome que estava no chão, com as mãos sobre a barriga e de cabeça baixa.

- Você o que?

- Eu estou grávida!

- Como você deixou isso acontecer?

Eu agora estava abaixado na frente dela e tinha a mão apertando seu braço.

- Aconteceu Louis, e não fui eu que fiz isso, fomos nós!

- Eu não quero saber Seunome, esse filho pode nem ser meu quem me garante que você não tranzou com outro!

- Eu não estou te pedindo nada, aliás, eu nunca te pedi nada!

- Eu não quero saber dessa criança, isso só irá estragar minha vida! Suma da minha vida você e esse bebê!

- É o que eu vou fazer!

Tirei as mãos dela e me virei saindo do quarto. Grávida, essa é boa, era tudo que eu precisava agora, um filho!

A parti de hoje acabou esse negócio de se envolver com qualquer uma, vou focar na minha carreira e no meu namoro, vou esquecer a Seunome, o que não será nem um pouco difícil.
....

Seunome POV’s

Fiquei ali jogada no chão, decepcionada, acabada. O que eu ia fazer? Eu não tinha nada, só tenho esse apartamento e meu emprego de garçonete mal dá para pagar minha faculdade e as contas, tive que arranjar um “bico” para fazer, para poder dá conta de tudo.

Meu Deus Seunome, como você pode deixar isso acontecer? Como você pode ter sido tão burra, há ponto de acreditar nesse canalha.

Me levantei e fui para frente do espelho, encarei aquela Seunome derrotada que estava ali na minha frente, aquela não era eu, eu não era assim, mas, eu amava o Louis, o que eu ia fazer? Meu Deus, me ajude!

- Agora somos só eu e você!


Sussurrei passando a mão na barriga, logo as lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto. Eu tenho que ser forte, eu vou ser forte, eu cheguei até aqui e não vou desistir, eu vou me virar, foi isso que eu fiz a minha vida toda. Eu dou um jeito.


Hey meus amores, espero que gostem do mini que eu fiz com o Louis. Esse foi um pedido que a Tay me fez a um tempão atrás, e já que a Carina (Mrs. Horan) também pediu a um tempo atrás, resolvi postar logo ele, espero que gostem. Gabi já fiz seu mini, só que só postarei amanhã, então aguarde. Eu disse que não seria um mini, mas, mudei de idéia. Beijo da tia Dani, fuiiizzzzz...


Imagine Harry Styles | Grávida (Pedido/ Parte 2)

em 29 de novembro de 2014 | 59 comentários:


– Não vá muito longe, James. – Falei assim que soltei sua mão quando chegamos ao parquinho
Passaram-se três anos desde que James nasceu e nada poderia ser melhor do que tê-lo. A cada dia que passa, ele se parece mais com o pai e isso não é mais problema para mim. 
Sempre que saio com James eu vejo Harry nos olhando de longe, mas ele nunca teve coragem suficiente para se aproximar de nós.
Sentei-me no banquinho que ficava de frente para os brinquedos e me dava toda a visão do que o James fazia. Agora ele brincava com uns garotinhos que encontramos sempre por aqui.
James tem cabelos castanhos com cachinhos, olhos verdes e covinhas exatamente como o pai, ninguém podia negar que ele é filho do Harry.
Às vezes ele me pergunta sobre o pai, mas eu logo dou um jeito de mudar de assunto que ele nem percebe.
Vi de canto de olho alguém se sentando do meu lado, sem nem prestar atenção continuei olhando James que descia no escorregador.
- Ele cresceu rápido. – ouvi a voz rouca de Harry, ele era a pessoa que estava ao meu lado.
– Se para você ele cresceu rápido, imagine para mim que sou a mãe. – falei sem olhá-lo
– E eu sou o pai dele! – encarei-o com cara de deboche
–  Serio? Agora ele tem um pai? – perguntei irônica
–  (seu nome) eu era um moleque, não sabia o que fazer e...
–  Resolveu pular fora me deixando sozinha. – o interrompi – Conheço essa história.
– Eu não pulei fora, eu sempre estive com vocês, só não perto suficiente para me verem. – neguei com a cabeça
– Você acha que eu não via você escondido nos observando?! – o encarei – De que isso adianta se você não passou noites acordado ao meu lado quando o MEU filho estava doente. Quando ele disse sua primeira palavra ou quando ele deu seus primeiros passos. Observá-lo de longe não ameniza sua rejeição, nada vai mudar o fato de você não aceitá-lo. – vi seus olhos se encherem de lágrimas
– Eu queria tanto mudar o passado... Eu amadureci e vi o quanto eu fui idiota por deixá-los ir. – passou as costas da mão para limpar as lágrimas que escorriam pelo seu rosto
– Você não pode mudar o passado, mesmo se pudesse eu não esqueceria. – voltei meu olhar para James
– Posso te fazer um pedido? Eu sei que eu não tenho esse direito, mas... Me deixe conhecê-lo? – ele segurou minha mão entre as suas
– Sabe Harry... – puxei minha mão – Se você me fizesse esse pedido há três anos eu o negaria. – ele abaixou a cabeça – Mas ser mãe me ensinou muita coisa e eu não sou mais a garota magoada e abandonada que você deixou. Eu deixo você conhecê-lo, só vai com calma.
– Obrigado! – deu um pequeno sorriso

[...]

Fazem dois meses desde que James sabe que tem um pai, quando contamos a ele o baixinho quase teve um infarto de alegria, qualquer coisa que fazia queria que Harry estivesse com ele.
Harry vem buscá-lo todo final de semana, pagá-o no sábado e o entrega no domingo.
Nos primeiros finais de semana eu senti tanta falta do meu menininho que até pensei em não deixá-lo ir para casa do Harry, mas só de pensar no rostinho triste dele eu deixei que continuasse visitando o pai.
Agora mesmo eles acabaram de chegar de um dos finais de semana que eles chamam de “diversão para homens”.
Abri a porta e James pulou em meu colo, distribui vários beijos em seu rosto ouvindo sua gargalhada gostosa.
– Achei que você tinha me abandonado. – falei fazendo bico com James ainda em meu colo
– Eu e o papai fomos tomar sorvete. – disse animado
– Antes do jantar? – encarei Harry fingindo estar brava
– Ele que pediu, não tem como resistir a esses olhinhos pidões. – deu de ombros
– Eu sei bem como ele é... – sorri colocando James no chão e o mesmo correu para dentro de casa – A propósito, oi Harry!
– Oi (Seu apelido)! – inclinou-se para me beijar, mas eu virei o rosto.
– Já conversamos sobre isso... Não vamos misturar as coisas. – dei espaço para que ele entrasse
– Desculpa!
Assim que Harry entrou, fechei a porta e fui até a sala sentando-me na ponta do sofá e ele em outra.
Quando aceitei que ele poderia ser um pai presente na vida de James, deixei bem claro que não seriamos mais nada além de pais do mesmo filho e talvez amigos. Ele conseguiu minha amizade e ainda arisca ser algo a mais, porém, eu não o darei a chance de quebrar o meu coração outra vez.


Voltei! Uou! (mania da Camila) Espero que tenham gostado da continuação (eu não gostei do final) e eu não quis que eles voltassem a ficar juntos. Vou escrever Girlfriend e logo depois os pedidos das minhas lindas leitoras. Bye!